quarta-feira, 19 de março de 2014

Boa Samaritana

No Poço de Jacob, Jesus mostra-nos o modo com Deus nos quer guiar em direção à com Ele. A iniciativa é de Deus, que se aproxima e fala, tomando a iniciativa de amar cada pessoa com um amor pessoal, que se dirige a cada um em particular chamando-o pelo próprio nome. Deus só quer a salvação de todos!
Chama cada pessoa, numa caminhada de conversão. Educa para a autêntica liberdade. Por vezes este dado é esquecido, mas Deus continua pacientemente a chamar à atenção para os caminhos da verdadeira liberdade.
Deus fala, partindo de algo que perceptível, que pertence à nossa experiência, e procura levar-nos a descobrir e compreender algo novo do Seu ser, do Seu amor, da Sua vontade. Mais ainda: Deus ilumina o Seu povo através dos profetas para que compreendam o sentido da história que estão vivendo, dos acontecimentos que Deus quis ou permitiu.
A linguagem que Deus utiliza para se fazer entender é uma linguagem simbólica: é a vinha, sarça, o fogo, a nuvem, … a água! É através dos símbolos, na sua materialidade humana, que Deus quer fazer-se conhecer e comunicar-se a cada um.


Com a Samaritana percebemos que Deus usa a pedagogia do amor, do diálogo, do respeito pela pessoa, da progressividade, da auto-descoberta e da encarnação. Deus chama, adverte, condescende, confia, espera, repreende, perdoa, mas sobretudo ama.

Sem comentários:

Enviar um comentário