quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Quiz - The Transperency in education (revised)

Teaching transparent, in the words of Prof Morten Paulsen (see Cooperative Online Education in Seminar.net - International journal of media, technology and lifelong learning Vol N - Issue N - 20NN) has the following advantages:

- Preventive quality improvement, because we are prone to provide better quality when we know that others have access to the information and contributions we provide

- Constructive quality improvement, because we may learn from others when we have access to their data and contributions

- Reactive quality improvement, because we may receive feedback from others when they have access to our data and contributions

You have here a good text on this paper: Transparency in Cooperative Online Education by Chritian and Dalsgaard Morten Flate Paulsen in The International Review of Research in Open and Distance Learning, Vol 10, No 3 (2009) [accessed January 5, 2010].

To see if you realized the main ideas, you can answer this quiz.

[Owner of the image:http://coachaljohnson.wordpress.com/]

domingo, 17 de janeiro de 2010

Análise de Conteúdos

A Análise de Conteúdos como um "conjunto de técnicas de análise das comunicações visando obter, por procedimentos sistemáticos e objetivos de descrição do conteúdo das mensagens, indicadores (quantitativos ou não) que permitam a inferência de conhecimentos relativos às condições de produção/recepção (variáveis inferidas) destas mensagens" tem na professora Laurence Bardin um referência incontornável.


Estou, neste momento, a procurar compreender o seu pensamento, que na lingua portugesa pode ser lido nesta publicação das edições 70.


sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Congresso Sacerdotal - Um exemplo, também, de boa comunicação!

Conclusões

A. O primeiro Congresso sobre o Sacerdócio do século XX, em Portugal, foi realizado em Braga, em 25 de Outubro de 1905. O primeiro do século XXI, sendo de cariz internacional, também foi realizado em Braga, de 12 a 15 de Janeiro de 2010, comemorando 450 anos da fundação do Colégio de S. Paulo, actual edifício do Seminário Conciliar.

B. Os congressistas tiveram uma singular oportunidade de, em conjunto, rezar, cantar, reflectir, dialogar, tomar refeições em comum, conviver, presenciar e participar em manifestações artísticas, mormente de índole musical, poética e teatral.

C. Atentos ao acontecimento do terramoto ocorrido no Haiti, os congressistas manifestaram a sua profunda vizinhança e comunhão com os sobreviventes e imploraram a Deus o repouso eterno para os numerosos falecidos.

D. O número de participantes superou as três centenas de presbíteros, vindo alguns de outras dioceses. Inscreveram-se também umas três dezenas de leigos.

E. A cobertura dos meios de comunicação foi bastante ampla, tendo-se utilizado, com proveito e eficiência, as novas tecnologias de comunicação.

F. O texto de Heb 2,17 foi a fonte de enraizamento bíblico que inspirou a multiplicidade de comunicações e testemunhos:

«Deve em tudo aos seus irmãos ser semelhante, a fim de misericordioso se tornar e fidedigno Sumo Sacerdote nas coisas para com Deus para propiciar os pecados do povo».



Realçamos, pois, as seguintes conclusões:

1. O presbítero dos nossos dias encara as transformações do mundo e seus reflexos na Igreja como soberana oportunidade para se dar conta de que o seu ministério é fundado sacramentalmente: compete-lhe manifestar claramente aos olhos dos outros fiéis que só um é Senhor da Igreja, só um a orienta e apenas um possui nela a Palavra - Jesus Cristo.

2. No ministério eclesial, não se coloca uma autoridade humana no lugar de Cristo, mas é Ele mesmo tornado presente sacramentalmente, um sinal eficaz que para Ele aponta e no qual Ele próprio garante agir.

3. O presbítero encaminha, pela palavra, sacramentos e prática da sua vida, os outros fiéis para a única cabeça da Igreja, para Cristo.

4. Toda a acção eclesial é, no sentido mais vasto, sacramental, isto é, acção representativa. Nela se realiza, se exprime, se corporiza aquilo que o próprio Deus realiza com os humanos. Por isso, só é autêntica quando dá corpo à acção de Cristo, à acção de Deus, e a torna simbolicamente visível.

5. É Deus que age na Igreja. É errado organizarmos as actividades eclesiais em função do êxito, do número. O que realmente conta é a disponibilidade para o envio sacramental, nomeadamente no anúncio da Palavra e, em sinais eficazes, chamar seres humanos para o Povo de Deus e acompanhá-los no caminho do seguimento do Senhor, dando-lhes coragem para o envio no mundo. “Êxito não é nenhum dos nomes de Deus” (Martin Buber).

6. O cerne do ministério presbiteral está em ser indicação sacramental, nos pontos nevrálgicos da vida Igreja, da comunhão entre Deus e o ser humano; e dos homens entre si. Celebrar a comunhão eucarística, sem procurar viver, - pelo menos com o mesmo peso - a comunhão quotidiana, e sem realizar a missão no interior do mundo, é algo perverso.

7. As novas realidades do nosso mundo exigem novas formas de ser presbítero. O ministério eclesial tem que ser colegial. É-se bispo no colégio dos bispos; é-se presbítero no presbitério. Quem possui o ministério da unidade deve agir unido. Mais, deve, quanto possível, viver conjuntamente, como exigia Santo Agostinho aos seus padres.

8. O padre tem de ser um homem de Deus, um mistagogo que conhece o mistério de Deus, o vive em comunhão, o celebra e o comunica com entusiasmo e alegria.

9. Anuncia uma Palavra salvadora, eficaz, de futuro e de esperança. Fá-lo com paixão por Aquele que é a Palavra e comprova a verdade do seu testemunho na compaixão pelos irmãos, verdadeiro caminho de paz e unidade. Segundo o Novo Testamento, Cristo é Sacerdote por assemelhação com os seus irmãos e não por separação.

10. É um sacerdote que incorporou a absoluta necessidade de formação permanente para possuir uma formação superior à média e poder responder com propriedade aos desafios completamente novos dos nossos dias.

11. É um padre que dedica muito tempo à formação dos leigos, não só para que a sua fé seja cada vez mais esclarecida e luminosa, mas para que desempenhem, com verdadeiro espírito missionário, as múltiplas tarefas que lhes são próprias: na família, na sociedade e na Igreja.

12. A unção do Espírito Santo, que a imposição das mãos realiza, é para que, pela acção do presbítero, aquilo que o baptizado já é sacramentalmente, se realize existencialmente, também na promoção dos diversos ministérios – nomeadamente o diaconado permanente – e em estilos de vida comunitária cada vez mais colegiais.

13. Os seminários, numa atitude maternal, devem acolher com benevolência os candidatos e saber exigir, com docilidade e firmeza, uma formação humana, espiritual, pastoral e cultural muito sólida, ancorada ainda no compromisso da formação permanente.

14. As pessoas manifestam, em esmagadora maioria, o desejo de que os sacerdotes tenham grande disponibilidade para ouvir e atender, acompanhar e aconselhar, serem alguém em quem se confia plenamente.

15. Comunicar é serviço; não é protagonismo. Mas exige séria formação. Só assim poderá haver celebrações, sobretudo da eucaristia, que sejam espelho de uma comunidade salva e agradecida. Homilias curtas, incisivas e cobrindo os pontos essenciais.


A hora de mudança e de transformações rápidas na sociedade e na Igreja exige claramente novos modos de organização da vida eclesial e novos estilos diversificados de exercício do ministério presbiteral. Os caminhos a percorrer e as decisões a tomar hão-de ser procurados, em comunidade, na escuta atenta da Palavra que nos salva e do seu rumor nas plurais palavras humanas.


Braga, 15 de Janeiro de 2010

O Congresso pode ser visto aqui.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Annoted bibliography

Transparency in Cooperative Online Education [accessed January 5, 2010]
by Chritian Dalsgaard and Morten Flate Paulsen
in The International Review of Research in Open and Distance Learning, Vol 10, No 3 (2009)

While one might think otherwise, social networks are not new systems of learning management.
But if we take into account the principle of freedom cooperative, these sites have very good potential. Allow a special form of communication and interaction with all the pedagogical potential. This potential is transparency and awareness that students have to be part of a community.
The use of a research study conducted by NKI Distance Education underlies and justifies the claims.

In my opinion, this article has the merit of bringing together a number of innovative ideas and very assertive about online education transparent.Wins special value, from a concrete experience which the authors have a profound experience.


Social networking sites: Transparency in online education [accessed January 5, 2010]
by Chritian Dalsgaard
in http://ncom.nordicom.gu.se/ncom/fbspretrieve/148036/Social_networking_sites_Dalsgaard.pdf (six pages)

They enable and promote international collaboration students, teachers and the rest of the community. They have the potential to facilitate transparency between the students, allowing each one to go see and overseeing the work of others.
Further, the center of learning, with social networks, is the individual and their issues / problems.

"The pedagogical potential lies within developing social networks, in which students share their individual or group activities. The potential is to support transparency through a combination of personalization and socialization, sharing personal tools within social networks (Dalsgaard 2006). The web service del.icio.us is a fine example of the combination of personalization and socialization. Del.icio.us is a social bookmarking service, which enables people to collect their bookmarks on a webpage. Initially the service supports individual organization and use of bookmarks. However, the bookmarks are made available for everyone on the web, which means that they are shared. Students can use similar personal tools to organize their work, collect literature, write notes, brainstorm, develop ideas and thoughts, write assignments, etc.. Sharing these tools with other students through networking supports transparency and consequently awareness among students "(p.5)

In my opinion, and even social networks can be viewed or some as a mere entertainment, the author addresses the question of a completely rigorous pertinet and potentiates a quality education.

Cooperative Online Education [accessed January 5, 2010]
Morten Flate Paulsen
in Seminar.net - International journal of media, technology and lifelong learning
Vol. N – Issue N – 20NN

In this paper, Prof. Morten presents his theory of the Cooperative Online Education.
In this context, inserts an item on the Transparency Supports Cooperation.
Highlights three advantages in the quality of learning:
- Preventive quality improvement, because we are prone to provide better quality when we know that others have access to the information and contributions we provide
- Constructive quality improvement, because we may learn from others when we have access to their data and contributions
- Reactive quality improvement, because we may receive feedback from others when they have access to our data and contributions

Read the text of the prof. Morten, relating mainly to the theory of cooperative freedom associated with individual flexibility, made his writings and theories brings up to become clearer, more workable.

Principles for Improving Online Tranparency, Quality
[accessed January 5, 2010]
Christopher Hill

in http://www.facultyfocus.com/?p=8431 (20/10/2009)

In this paper, the author presents a series of very useful principle to promote transparency in online education.

Principles of Effective Online Teaching: #1 Show Up and Teach The necessity of this statement is borne of the misimpression that the online class “teaches itself.” Since most of the course is already authored and designed for online delivery, instructors may believe they simply need to serve as the proverbial “guide on the side” as the students navigate the learning system. Not true!

Principles of Effective Online Teaching: #2 Practice Proactive Course Management Strategies — The online instructor can help create a successful learning experience by practicing proactive course management strategies such as monitoring assignment submissions, and communicating and reminding students of missed and/or upcoming deadlines.

Principles of Effective Online Teaching: #3 Establish Patterns of Course Activities — Although the online classroom environment provides tremendous flexibility of time and place of study, establishing and communicating a course pace and pattern of work can aid both instructor and student, and alleviate confusion around how the course operates.

Principles of Effective Online Teaching: #4 Plan for the Unplanned — For those small or not-so-small occasions when “life happens,” having a strategy for informing students of these changes can go a long way to maintaining course continuity.

Principles of Effective Online Teaching: #5 Response Requested and Expected — Timely instructor feedback is essential for the online learner to manage their learning experience. Instructors are expected to respond to student inquiries within one business day.

Principles of Effective Online Teaching: #6 Think Before You Write — Most experienced online instructors can relay a variety of stories about a dialogue with a student that went awry due to a misinterpretation or misunderstanding of the intended message. Take special care to be as clear and concise as possible.

Principles of Effective Online Teaching: #7 Help Maintain Forward Progress — Students in the online classroom rely on the timely return of assignment and exam grades in order to maintain positive forward progress in their studies.

Principles of Effective Online Teaching: #8 Safe and Secure — Using the institutionally supported learning management system provides increased degrees of security and confidentiality and keeps “institutional business” within the appropriate confines.

Principles of Effective Online Teaching: #9 Quality Counts — Instructors need to establish strategies for addressing the quality of the online learning experience, including content resources, instructional design strategies, and systems performance.

Principles of Effective Online Teaching: #10 (Double) Click a Mile on My Connection — As with many aspects of the online classroom, the technological infrastructure plays a critical role in determining student and instructor satisfaction.

In this brief text, the author draws the attention of quite clearly, how muitoos organizational issues and help design and promote the transparency and quality.