quinta-feira, 16 de abril de 2009

Figura de referência na EaD - I

A primeira figura que eu gostaria de destacar é Cauleb Philips. Escolho-o pela sua visão.
Foi capaz de, em 20 de Março 1728, publicitar uma metodologia para ensinar taquigrafia às pessoas interessadas, levando o conhecimento a sua casa.
Para isso, publicou o seguinte anúncio na Gazeta de Boston:

"Toda pessoa da região, desejosa de aprender esta arte, pode receber em sua casa várias lições semanalmente e ser perfeitamente instruída, como as pessoas que vivem em Boston".

Aqui vejo, em embrião, algumas características que considero importantes na EaD:
- Democratização, quando propõe a aprendizagem para todas as pessoas;
- Dispersão geográfica, porque assegura a mesma instrução à distância como presencialmente;
- Ritmo de aprendizagem, ao estabelecer uma periodicidade semanal;
- Aprendizagem permanente, ao possibilitar um modo de as pessoas poderem evoluir nos seus conhecimentos;
- Aproveitar os meios existentes para estar ao serviço da educação, C. Philips não criou uma rede de correios ou entregas nova, antes utilizou a existente.


Ao introduzir esta metodologia inovadora, Cauleb Philips está a abrir uma porta na educação que acabou por ter o desenvolvimento que é por demais evidente.
Ao vê-lo como um fundador do ensino à distância, pelo menos o primeiro documentado, não poderia deixar de o considerar uma figura a destacar.

1 comentário:

  1. Caleb Phillips fez parte da minha lista inicial mas depois acabou por ficar de fora. Não concordo com a parte da democratização do ensino que Caleb Phillips pretenderia.
    A Boston Gazette não era exactamente barata e não estaria disponível a todos (para além de que a taxa de analfabetismo seria demasiado grande para que este "produto" fosse realmente democrático). Por outro lado, temos o problema de ser um curso por correspondência numa altura em que os serviços postais eram limitados (nos futuros EUA os correios têm início em 1639 entre Boston e Nova Iorque e em 1728 haveria distribuição entre Boston, Nova Iorque, Portsmouth, Filadélfia e, provavelmente, mais alguns locais nas redondezas) e os custos elevados.

    Joaquim Lopes (a.k.a. Herr Macintosh aqui no Google)

    ResponderEliminar