domingo, 5 de fevereiro de 2006

O que é ser pobre?!?!

Um pai, bem de vida, querendo que seu filho soubesse o que é ser pobre, o levou para passar uns dias com uma família de camponeses.

O menino passou 3 dias e 3 noites vivendo no campo.

No carro, voltando para a cidade, o pai perguntou:

Como foi sua experiência?

Boa, responde o filho, com o olhar perdido à distância.

E o que você aprendeu? insistiu o pai.

O filho respondeu:

1 - Que nós temos um cachorro e eles tem quatro

2 - Que nós temos uma piscina com água tratada, que chega até a metade do nosso quintal. Eles tem um rio sem fim, de água cristalina, onde tem peixinhos e outras belezas.

3 - Que nós importamos lustres do Oriente para iluminar nosso jardim, enquanto eles tem as estrelas e a lua para iluminá-los.

4 - Nosso quintal chega até o muro. O deles chega até o horizonte.

5 - Nós compramos nossa comida, eles cozinham.

6 - Nós ouvimos CD?s... Eles ouvem uma perpétua sinfonia de pássaros, periquitos, sapos, grilos e outros animaizinhos...tudo isso às vezes acompanhado pelo sonoro canto de um vizinho que trabalha sua terra.

7 - Nós usamos microondas. Tudo o que eles comem tem o glorioso sabor do fogão à lenha.

8 - Para nos protegermos vivemos rodeados por um muro, com alarmes... - Eles vivem com suas portas abertas, protegidos pela amizade de seus vizinhos.

9 - Nós vivemos conectados ao celular, ao computador, à televisão. Eles estão 'conectados' à vida, ao céu, ao sol, à água, ao verde do campo, aos animais, às suas sombras, à sua família.

O pai ficou impressionado com a profundidade de seu filho e então o

filho terminou:

- Obrigado, papai, por ter me ensinado o quanto somos pobres!

Cada dia estamos mais pobres de espírito e de observação da natureza, que são as grandes obras de Deus.

Nos preocupamos em TER, TER, TER, E CADA VEZ MAIS TER, em vez de nos preocuparmos em SER.

domingo, 29 de janeiro de 2006

Há tempos assim...

Em que é preciso parar para pensar, analisar e projectar novos futuros.
Estou numa fase dessas. Este blog começou... Teve a sua vida, o seu público e o seu cansaço.. mas o objectivo mantém-se , e a necessidade de arranjar novas parcerias também.
Em breve volto, melhor, voltaremos...

Dia Mundial do Doente

A celebração da Jornada do Dia Mundial do Doente tem por objectivo:
- sensibilizar o povo de Deus, e por conseguinte, as várias instituições de saúde católicas e a sociedade civil, ante a necessidade de assegurar a melhor assistência possível aos doentes;
- ajudar o doente a valorizar, no plano humano e sobretudo no plano sobrenatural, o sofrimento;
- fazer que se comprometam na pastoral sanitária, de modo especial, as dioceses, as comunidades cristãs e as famílias religiosas;
- favorecer o compromisso cada vez mais valioso do voluntariado;
- recordar a importância da formação espiritual e moral dos agentes da saúde,
- fazer com que os sacerdotes, assim como os vivem e trabalham com os que sofrem, compreendam melhor a importância da assistência religiosa e espiritual aos
doentes.
João Paulo II

quinta-feira, 19 de janeiro de 2006

Ser Esteio!...

Passo tantas vezes por videiras
escoradas, hirtas, apoiadas confiadamente
sobre esteios de granito, de cimento
ou de madeira tosca... Felizes!

Passo tantas vezes por videiras
contorcidas, quebradas, caídas,
sem esteio... Frustradas!

Abençoado esteio
que acolhe, ampara e defende,
que partilha da luta contra os ventos
e do júbilo das vindimas abundantes;
que escuta, compassivo,
os gemidos de sofrimento,
ou, embevecido, o murmúrio grato e manso
da vide garbosa que sustenta...

Há tantas pessoas tombadas, sem apoio!
Sê esteio generoso e forte,
para um viver rectilíneo e firme,
vertical e coerente.

Sê um esteio vivo, sensível,
humano, solícito, alentador:
- para os desânimos do caminho
- para os debates das opções do dia-a-dia,
- para os vendavais da dúvida,
da angústia, do desespero, da solidão
e da frustração atroz...

Sê um esteio possante de amor,
e sentirás perenemente
a alegria compensante de ajudar
e tornar feliz tanta gente...

Mário Salgueirinho

terça-feira, 17 de janeiro de 2006

O Nome de Deus na Bíblia

Quando Jesus nasceu, foi-lhe dado um nome. Antes disso, não se encontra na Bíblia nenhum lugar onde se dê um nome a Deus. Mesmo quando Moisés perguntou a Deus qual era o Seu Nome, Deus não lhe disse qual o Seu Nome. Mas usou de expressão em lugar do nome.
Para o Povo de Deus o nome não era apenas uma palavra externa com a qual chamamos alguém. O nome possuía um conteúdo interior. Deveria significar aquilo mesmo que a pessoa era no íntimo de seu ser. Daí a dificuldade de se chamar Deus por um nome. Quem poderia penetrar o íntimo divino?

Na Bíblia encontramos certas expressões que designavam a Pessoa Divina. Eis as mais conhecidas:
Elôhim: é o plural de "El". O SENHOR.
ADONAI: quer dizer MEU SENHOR ou MEU DEUS.
ELYON: significa a parte mais alta de um lugar. É usada para dizer O DEUS ALTÍSSIMO.
SADDAI: palavra que significa O TODO PODEROSO.
JAVÉ: (Jaheweh) quer dizer: EU SOU AQUELE QUE SOU.
Jeová: é uma tradução errada de "Yahweh".Os judeus tinham excesso de respeito com o nome de Deus. O segundo mandamento do Decálogo (10 mandamentos) não permitia que se pronunciasse o nome de Deus em vão. Então por medo de usar indevidamente um nome tão sagrado, os judeus passaram a escrever "Javé" somente com as quatro consoantes, sem as vogais. Então ficou YHWH. Mais tarde, colocaram as vogais da palavra Adonai e surgiu " Yehowah" ( Jeová ) em lugar de Yaheweh ( Javé ). Quer dizer DEUS.

Mas, acima de tudo, o Catequista, é-o sempre em nome de Deus e enviado pela Comunidade...